IFPI

IFPI

Histórico do IFPI

Do Artesanal ao Tecnológico: Trajetória Histórica do Instituto Federal do Piauí
Falar da fundação de tão significativa Escola para a sociedade brasileira e piauiense, e não contextualizá-la no espaço e no tempo, poderia deixar o leitor sem a exata compreensão do objeto em estudo: essa quase secular instituição de ensino.

 

 

 

 

 

 

Instalação da Escola de Aprendizes Artífices do Piauí (EAAPI)

A aplicação da Lei de Nilo Peçanha resultou na instalação de 18 Escolas congêneres nas capitais de Estado e uma na cidade de Campos (RJ). Todas foram instaladas em 1910, de 1º de janeiro a 1º de outubro, dentro do curto mandato do Presidente Nilo Peçanha, de apenas 1 ano e 5 meses.

 

 

 

 

Liceu Industrial do Piauí (1937-1942)

A segunda denominação da EAAPI surgiu em 1937, na vigência do Estado Novo. As perspectivas para os avanços na área da indústria eram, naquele momento, o grande propulsor de incentivo à mudança para a transformação da escola primária para secundária, denominada, a partir de então, Liceu Industrial. No caso presente, Liceu Industrial do Piauí.

 

 

 

 

 

Escola Industrial de Teresina (1942-1965)

Esse nome proveio da Lei Orgânica do Ensino Industrial de 1942, que dividiu as escolas da Rede em Industriais e Técnicas. As Escolas Industriais ficaram geralmente nos Estados menos industrializados e formaram operários conservando o ensino propedêutico do antigo ginásio. Legalmente, esse curso era chamado de Ginásio Industrial.

 

 

 

 

 

Escola Industrial Federal do Piauí (1965-1967)

No ano de 1965, pela primeira vez, aparece na Rede, que, desde a sua criação, pertenceu ao Governo Federal, a sua marca, isto é, Escola Federal. Noutra formulação: pela primeira vez, o termo “federal” entrou na composição do nome das Escolas da Rede. Essa mudança também permitiu que a Instituição pudesse fundar cursos técnicos industriais, a exemplo das escolas que já eram “técnicas”.

 

 

 

 

 

Escola Técnica Federal do Piauí (1967-1998)

A promoção de Escola Industrial para Escola Técnica Federal do Piauí (ETFPI), em 1967, foi uma conseqüência da criação dos primeiros cursos técnicos (Agrimensura, Edificações e Eletromecânica) e do reconhecimento desses pelo Ministério da Educação.

 

 

 

 

Centro Federal de Educação Tecnológica do Piauí (1998 - 2008)

O biênio 1997-1998 foi dedicado ao processo de transição de ETFPI para CEFET-PI, conhecido como CEFETIZAÇÃO, que veio mais uma vez mudar a denominação da Escola.

 

 

 

CEFET-PI: A Aceleração do Crescimento a Partir de 2005

A partir de 2005, o CEFET-PI, atento à política do Ministério da Educação (MEC), vem buscando uma melhor qualificação profissional da comunidade do Piauí e região, como atesta a implantação, desde 2006, do Ensino Técnico Integrado ao Ensino Médio nas áreas de: Gestão, Construção Civil, Informática, Indústrias e Meio Ambiente, sempre a partir de habilidades e competências individuais.

 

 

 

 

 

Instituto Federal do Piauí (2008 - )

O Centro Federal de Educação Tecnológica do Piauí(CEFET-PI) adquiriu uma reorganização de sua estrutura para Instituto Federal através da sanção do Presidente Luis Inácio Lula da Silva.

 

 

 

FONTE: http://www.ifpi.edu.br:8080/Sitio/publico/sitio_historico

Download da provas de vestibular do IFPI:

2004: cefet -pi 2004.pdf (763,3 kB)

2005: cefet -pi 2005.pdf (1,1 MB)

2006:

2007: CEFET PI 2007.rar (4,2 MB)

2008: CEFET PI 2008.rar (1,6 MB)

2009: Cefet-PI_2009_(1º_e_2º_dia)_www.soprovas.com.br.zip (2,7 MB)