ITA

ITA

INFORMAÇÕES GERAIS

LEGISLAÇÃO

O Instituto Tecnológico de Aeronáutica, criado pelo Decreto no 27.695, de 16 de janeiro de 1950, definido pela Lei nº 2.165, de 05 de janeiro de 1954, é uma Instituição Universitária especializada no Campo do Saber Aeroespacial, sob a jurisdição do Comando da Aeronáutica (COMAER), a qual tem por finalidade promover, por meio da educação, do ensino, da pesquisa e da extensão, o progresso das ciências e das tecnologias relacionadas com o Campo Aeroespacial e a formação de profissionais de nível superior nas especializações de interesse do COMAER e do Setor Aeroespacial em geral.

MISSÃO DO ITA

 Ministrar o ensino e a educação necessários à formação de profissionais de nível superior, nas especializações de interesse do campo Aeroespacial, em geral, e do COMAER, em particular;
 Manter atividades de graduação, de pós-graduação stricto sensu, de pósgraduação lato sensu e de extensão;
 Promover, através da educação, do ensino e da pesquisa, o progresso das ciências e das tecnologias relacionadas com as atividades aeroespaciais.

CRIAÇÃO DOS CURSOS

O Curso de Engenharia Aeronáutica foi, de fato, criado em 1939, para ser ministrado na então Escola Técnica do Exército (ETE, no Rio de Janeiro, atual Instituto Militar de Engenharia, IME). Foi nesse curso que Casimiro Montenegro Filho formou-se Engenheiro Aeronáutico. Em 1947 os Diplomas de Engenheiro Aeronáutico passaram a ser registrados no então Ministério da Aeronáutica, MAER, e foram contratados os primeiros professores em nome do ITA, com o curso ainda ministrado na ETE. Em 1950 os Cursos de Preparação e Formação de Engenheiros de Aeronáutica foram transformados nos Cursos Fundamental e Curso Profissional e o ITA foi instalado no então Centro Técnico de Aeronáutica (CTA), em São José dos Campos, SP (hoje Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial, DCTA).

     Em 1951 foi implantado o curso de Engenharia Eletrônica; em 1962 o curso de Engenharia Mecânica (transformado em Engenharia Mecânica-Aeronáutica em 1975); em 1975 o curso de Engenharia de Infra-Estrutura Aeronáutica (transformado em Engenharia Civil-Aeronáutica em 2006); e, em 1989, o curso de Engenharia de Computação.

     O início dos cursos de pós-graduação oferecidos pelo ITA, em 1961, marcou não apenas a implantação, no Brasil, da pós-graduação em Engenharia, como também a introdução de um modelo que viria a ser adotado em diversos pontos do País.
Atualmente existem os programas de Pós-Graduação em Engenharia Aeronáutica e Mecânica (PG-EAM), Engenharia Eletrônica e Computação (PG-EEC), Física (PG-FIS) e Engenharia de Infra-Estrutura Aeronáutica (PG-EIA).

CONSTITUIÇÃO DO ITA

 

O ITA é constituído pela Reitoria (ID), pela vice-reitoria (IV), pela Congregação (IC), pelas Pró-Reitorias (de Graduação - IG, de Pós-Graduação e Pesquisa - IP, de Extensão e Cooperação - IEX e de Administração - IA) e pelas Divisões Acadêmicas (Divisão de Ciências Fundamentais - IEF, Divisão de Engenharia Aeronáutica - IEA, Divisão de Engenharia Mecânica - IEM, Divisão de Engenharia Eletrônica - IEE, Divisão de Engenharia Civil - IEI - e Divisão de Ciência da Computação - IEC).

      A Reitoria do ITA (ID) tem a seguinte constituição: Reitor, Conselho da Reitoria (CR), Conselho dos Chefes de Divisão (CCD), Gabinete (IDG) e Secretaria (ID-S). Mais detalhes sobre a constituição legal da instituição podem ser obtidos nosRegulamento e Regimento do ITA.

 FONTE: http://www.ita.br/

DOWNLOAD DAS PROVAS E GABARITOS:

1989 - 2010